sexta-feira, 24 de abril de 2009

Banda pixinguinha

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL HERMETO JOSÉ PINTO BERMUDE

RUA DR. MAIA – 4665 FONE : 412 4007
DECRETO DE RETIF. Nº 26749 e 29902 DE 25/11/80 D.O 25/11/80
PORTARIA 00316 D.O 19/12/2000
URUGUAIANA/RS


PROJETO BANDA PIXINGUINHA

HISTÓRICO DA BANDA PIXINGUINHA
A Escola Estadual de Ensino fundamental Hermeto José pinto Bermudez fundou no dia 11 de agosto de 1998 a Fanfarra Simples Pixinguinha. Recebeu o nome mencionado em homenagem ao grande arranjador maestro, músico e compositor carioca Alfredo da Rocha Vianna Júnior, popularmente conhecido como Pixinguinha, nascido em 23 de abril de 1897 e falecido em 17 de fevereiro de 1973, no rio de Janeiro.
A Professora Maria Daici Oliveira dos santos, teve a iniciativa de fundar a banda por considera-la de fundamental importância à comunidade escolar.
A banda tem por intuito incentivar os alunos pelo desejo musical, tornando-os mensageiros da harmonia pelo equilíbrio de suas atitudes e demonstração de disciplina, trabalhando, assim os aspectos cognitivo, motor e afetivo, tornando-os futuros cidadãos de respeito e responsabilidade através da música e tendo a consciência de que ela é uma das fontes mais ricas em conhecimento para o desenvolvimento humano. Outro pilar básico é mantê-los o maior tempo dentro da escola, afastando-os dos perigos do nosso dia-a-dia e da criminalidade.
A fanfarra é formada por 82 componentes divididos da seguinte maneira: pelotão de bandeira, corpo coreográfico, baliza solo, Mor, corpo musical, coordenador, instrutor e corpo de apoio.
Em 2005 participou pela primeira vez do Citadino de Bandas.
No ano de 2006 participou pela 2ª vez do Citadino de Bandas, obtendo o 2º lugar na apresentação do Corpo Musical e 1º lugar no Pelotão de Bandeiras. Nesse mesmo ano, filhou-se à FEBARGS, tornando-se oficialmente fanfarra de concurso: “Não curto drogas, curto bandas”. Participou do 17º Concurso Estadual de Bandas realizado em Alegrete onde obteve o troféu de 3º lugar com sua baliza solo. Para finalizar o ano de 2006, apresentou-se no concurso realizado pela Escola Estadual Embaixador João Batista Luzardo (CIEP) e nos 160 anos de Emancipação Política do Município de Uruguaiana, recebendo as seguintes premiações: 2º lugar Fanfarra Simples, 2º lugar Corpo Coreográfico, 2º lugar Pelotão de Bandeiras, 3º lugar Mor e 3º lugar Baliza Solo.
Em 27 de outubro de 2007 foi realizado o 1º Festi Liga em que a baliza Solo foi eleita Rainha do evento. Também participou do 18º Concurso Estadual de Bandas realizado em Pelotas, obtendo as seguintes premiações: 3º lugar Mor, 2º lugar Corpo Coreográfico e 2º lugar Baliza Solo. No mês de novembro do mesmo ano reuniu-se com bandas de escolas estaduais a convite da Escola Estadual João Fagundes, recebendo o troféu de 2º lugar no evento programado na Vila Ipiranga.
A Fanfarra Simples Pixinguinha é coordenada por José Daniel Duzac Cardoso (Instrutor), Paulo Sérgio Freitas (Mor), Taís Pereira Monteiro(Corpo de Apoio) e Lílian Silva da Silva (Baliza Solo).
Lema da fanfarra: “Uma banda, um som!”


JUSTIFICATIVA
Considerando o grande número de crianças e jovens que no horário inverso ao das aulas permanece nas ruas, o aumento crescente de menores de rua e sua exploração indevida por estarmos em uma posição geográfica de fronteira, é que nossa escola abriu espaço para podermos trabalhar com alunos entre 08 a 17 anos com o projeto de uma banda. Nossa proposta é atender meninos e meninas de 3ª a 8ª séries, através da música. “Educar crianças e adolescentes para não punir homens que serão amanhã”.
É um desafio trabalhar com alunos carentes. Enobrece a quem os mantêm juntos para que busquem “dentro do seu eu” forças e estejam unidos pelo intermédio da música. Isso faz “O homem ser homem”. Outro fator bastante relevante é unir escola e comunidade. Assim, conseguimos um belo e harmonioso conjunto.
Com a educação recebida pela escola e o ensinamento da música, alunos poderão aprender conhecimentos importantes para a vida, conhecendo seus direitos e deveres, qualificando-se melhor para a “semente poder germinar”. Nossa proposta é incorporar a música entre alunos.
OBJETIVOS
• Valorizar o ensino musical e difundir a obra do compositor Pixinguinha.
• Favorecer aos alunos o desenvolvimento de habilidades musicais e, através da Educação Musical, resgata-los para dentro do convívio escolar.
• Despertar o interesse, o gosto e a curiosidade pela música.
• Proporcionar a experiência educativa através da música.
• Desenvolver o gosto pelos mais variados instrumentos.
• Valorizar a auto-superação.
• Estimular mais e positivamente o aluno por meio de experiências e vivências em operação.
• Promover o convívio harmonioso do educando entre diferentes idades.
• Auxiliar na formação integral do educando, possibilitando, através do aprendizado musical, o seu desenvolvimento em diversas áreas.
• Participar demonstrando atitudes, como: saber, ouvir, meditar, respeitar as pessoas e a si próprio, a natureza e a Deus.
• Participar de informes sobre o uso de drogas e seus efeitos nocivos à saúde.
• Demonstrar espírito de equipe elevando durante as competições entre bandas e em todas as atividades previstas pela coordenação do projeto.
AÇÕES
Ensaios Sistemáticos ( 03 ensaios samanais)
Palestra sobre drogas ( 01 palestra mensal)
Promoções / eventos para arrecadação de verbas ( bingos, rifas e pedágios).
Assessoramento, orientação direta, instrumentalizando os participantes para o aprendizado musical, a convivência, a liberdade com responsabilidade, que consiste em conhecer e respeitar os limites.
CRONOGRAMA
- Participação no desfile de Sete de Setembro.
- Citadino de Bandas (1º de dezembro)
- Aniversário da escola (1º de abril)
- Abertura da HBíada – Jogos Internos (escola sede)
- Competições Estaduais – Promovida pela FEBARGS
- Competições Municipais – Citadinos e da Liga
- Competições entre escolas estaduais/municipais em Uruguaiana e Região.
AVALIAÇÃO
Ao inserir-se na banda da escola, o aluno estará envolvido em uma experiência educativa que propiciará o desenvolvimento de habilidades e competências fundamentais ao seu crescimento. Em vista disso, o seu envolvimento será peça-chave para o sucesso do projeto, que exigirá disciplina, cooperação e esforço pessoal. Pretende, assim, auxiliá-lo a ganhar experiência com os mais variados instrumentos musicais através de uma vivência coletiva e solidária.
Durante o ano letivo haverá momentos para avaliação dos resultados obtidos e de todo o planejamento do projeto, visando a correção de possíveis falhas e a continuidade de seu processo construtivo e evolutivo.
Visto sob esse prisma, o trabalho proposto tornar-se-á uma possibilidade de espaço aberto à construção de aprendizagens significativas para todos os dele participarem.


INSTRUMENTOS
Instrumentos que necessitamos para completar a Banda Pixinguinha são:
02 Bumbos Americano com colete
04 Caixas Americanas com colete
02 Jogos de prato de bronze 14 polegadas
02 Jogos de prato de bronze 16 polegadas
08 Liras - 29 Teclas
03 Quadriton
02 Gaitas de Fole tipo Escocesa
04 Pratos de bronze 16 polegadas
02 Xilofone 29 e 27 teclas
16 Escaletas 27 teclas
01 Carrilhão
01 Tubadora e bango
01 Bateria completa.
Filiados a FEBARGES (Federação de Bandas do Rio grande do Sul):
82 alunos.

Nenhum comentário: